Às vezes a mania parece ser o patinho feio da dupla bipolar de mania e depressão. Depressão parece ficar com todo o hype, toda a atenção. E a mania senta em um canto como um bebê.

Mas se algum de vocês já viram um ente querido (ou você mesmo) ter participado de um episódio maníaco, então você sabe que a mania não é passiva, tranquila, mansa.

Eu fui diagnosticado com transtorno bipolar há oito anos. Eu experimentei vários episódios de mania e depressão nesse período. E para mim, a mania é muito, muito pior. Eu experimentei todos os sintomas de mania: a falta de controle de impulso, gastos excessivos, hipersexualidade, pensamentos, insônia, criatividade e produtividade, e grandiosidade. A mania se sente bem, mas não é bom para mim. O pior é a despesa. Nos oito anos de ser diagnosticado, eu tenho sido cobrado em cerca de US$30.000 para os meus cartões de crédito. Ainda estou pagando.

Como você pode imaginar, a falta de controle de impulso, folias de gastos, e hipersexualidade pode causar estragos na vida de uma pessoa.

Bem, como você pode apoiar seu amado? Aqui estão algumas perguntas concretas que você pode pedir e tarefas que você pode fazer.

Pergunte se já se alimentaram. Pessoas maníacas deixam de comer ou comem menos do que normalmente comem. Elas se encontram distraídas demais pra comer, sempre pensando sobre tudo. Então gaste seu tempo com seu amor, preferivelmente em uma refeição. Boas perguntas a serem feitas são: Você se alimentou hoje? Com que frequência? Quer sair pra comer comigo agora?

Pergunte sobre a sua falta de sono. A falta de sono é um grande gatilho para a mania; não dormir o suficiente pode induzir um episódio maníaco. A mania pode produzir um estado de produtividade elevada. Pessoas maníacas sentem uma diminuição da necessidade de dormir uma vez que interfere com todos os planos produtivos que eles têm em suas cabeças. Algumas pessoas maníacas dormem menos de duas horas por noite ou apenas não dormem. Boas perguntas a se fazer seriam: Você dormiu hoje? Quantas horas você dormiu? Você considerou um auxílio pro sono como a melatonina? Ou você quer consultar o seu médico para que ele ou ela pode prescrever um auxílio para dormir?

Ajudá-los a gerir as suas emoções. Aqueles que sofrem de transtorno bipolar, quando não estiver estável, muitas vezes oscilam entre os dois pólos de depressão e mania; Assim, o termo bipolar. Muitas vezes, a mania pode levar a euforia com a mesma facilidade, pois pode levar à irritabilidade ou hipersensibilidade. Boas perguntas a fazer seriam: Como você está se sentindo? Você está irritável, excitável, distraído, eufórico? O que você pode fazer para controlar a gama de emoções que você está enfrentando? Você já tentou a respiração profunda para re-centrar-se e acalmar-se?

Pergunte sobre sua impulsividade. A falta de controle de impulso pode levar a resultados desastrosos. Tais como sair de um emprego, ter um caso, tirar umas férias, ou gastar grandes quantidades de dinheiro. Boas perguntas a fazer seria: Quanto dinheiro você gastou? Posso ficar com o seu cartão de crédito? Você se envolve em sexo seguro?

Certifique-se de que ele tenha auto-cuidado. Habilidades de enfrentamento são cruciais durante os tempos de crise e os períodos de estabilidade. Para acabar com a mania, é importante que seu amado ainda se preocupe com si mesmo. Boas perguntas a fazer seria: Que tipo de auto-cuidado você está praticando? Você está exercitando para usar um pouco da energia maníaca? Você está meditando para acalmar os seus pensamentos rápidos demais? Você se lembrou de se higienizar? (tomar banho, escovar os dentes, lavar o cabelo, colocar roupas limpas, etc.)?

 

Referência

International Bipolar Foundation

WhatsApp chat