O Setembro Amarelo foi idealizado com o objetivo de fomentar o debate sobre a depressão e o suicídio. É importante falarmos sobre esse assunto, pois ainda há muito preconceito em relação à  depressão e saúde mental. Grande parte das pessoas que se sentem deprimidas ou sofrem de outra condição psiquiátrica, têm receio em compartilhar suas frustrações e angústias devido ao estigma associado a isso. Quanto mais falarmos sobre saúde mental, mais pessoas terão acesso ao tratamento que necessitam!

O Surgimento do Setembro Amarelo

O dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio e serviu de inspiração para a criação do Setembro Amarelo, um mês dedicado a  discussões sobre transtornos mentais, como por exemplo a depressão, uma das principais causas de suicídio. Os dados são alarmantes: a cada 45 minutos uma pessoa se suicida no país e esta é a terceira maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos.

Suicídio: falar sobre é prevenir

Podem ser muitos os problemas que levam alguém a cometer suicídio e cada um deles surge por algum motivo específico para cada indivíduo. Falar sobre os seus sentimentos e compartilhar as suas angústias é muito importante. O apoio de outras pessoas é fundamental no tratamento de transtornos psiquiátricos, e pode ajudar quem precisa ser encaminhado para o tratamento necessário.

setembro amarelo depressão suicidio

A importância do Setembro Amarelo na luta contra a depressão

O papel do Setembro Amarelo é justamente desmistificar os tabus que envolvem a depressão e outros transtornos mentais, falando sobre o assunto de maneira aberta e acolhedora. Nesse sentido, o CVV – Centro de Valorização da Vida – que encabeça a iniciativa do Setembro Amarelo, disponibiliza acolhimento em diversos canais para qualquer pessoa que esteja passando por alguma situação angustiante e que precise de um apoio, nem que seja apenas para um desabafo.

O 188 é uma linha telefônica disponível 24 horas por dia, através da qual você pode falar com um voluntário capacitado para pedir ajuda. Também há a opção de chat, e-mail ou conversa presencial, que você pode conferir aqui.

O propósito de ajudar quem precisa

A ideia principal do Setembro Amarelo é fazer com que o apoio emocional chegue a todos que precisem. Por isso, divulgue esses canais de atendimento e atue também em prol da causa. A dor do outro não é drama e nem frescura: ela precisa ser ouvida e acolhida. Se possível, ajude e oriente a pessoa a buscar auxílio profissional para que ela possa ter uma melhor qualidade de vida.

Vamos falar sobre depressão?

Ainda um tabu para muita gente, a depressão atinge milhares de pessoas em uma crescente preocupante. No Brasil, cerca de 6% da população sofre de depressão – transtorno que pode variar de intensidade, de leve à grave, de acordo com cada pessoa.

Os sintomas podem começar de maneira silenciosa, perdurarem e se agravarem ao longo do tempo caso não se tenha ajuda profissional. A falta de interesse pela vida e a perda de vontade e prazer em atividades antes simples e prazerosas podem ser notadas. Irritabilidade, falta de concentração e alterações do sono e do apetite também podem ocorrer.Se você ou alguém que você conhece tem alguns dos sintomas da depressão, é importante procurar ajuda para prevenir a evolução da doença. Quanto mais cedo se procura por ajuda, maiores são as chances de se recuperar a qualidade de vida.

setembro amarelo depressao suicidio

Procure ajuda ou ajude alguém

Se você percebe que está passando por um momento muito difícil em sua vida e que alguns dos sintomas citados acima estão recorrentes, não deixe de procurar ajuda, seja através do telefone 188, amigos, centros de atenção psicológica espalhados pelo país ou clínicas e consultórios psiquiátricos. Se você vê que pessoas próximas a você aparentam desânimo e apatia pela vida, ofereça ajuda se tiver condições ou ao menos indique os meios para o auxílio profissional. Vamos, todos juntos, lutar contra a depressão. Conte também com a Psiquiatria Paulista, estamos aqui para ajudar você e entender a sua dor.

WhatsApp chat