Home Office e Saúde Mental: como manter o equilíbrio?

O modelo de trabalho em home office traz uma grande vantagem para as pessoas que executam este tipo de trabalho: retira os gastos de tempo e de gasolina para o deslocamento da residência até o local de trabalho. Por outro lado, este modelo exige mais organização da pessoa, para que ela mantenha a produtividade, trabalhando no conforto de seu lar.

Em relação às dificuldades, ter um horário específico para terminar o dia de trabalho pode ser um problema, já que o escritório está dentro de casa. Este desafio pode gerar um enorme cansaço e estafa mental, além do aumento do estresse, da insegurança e da solidão, o que acaba, de alguma forma, prejudicando o desempenho profissional.

Uma pesquisa publicada pela Universidade do Sul da Califórnia, em março de 2021, apontou que a maioria das pessoas que se viram obrigadas a migrar para o home office apresentaram problemas físicos (64%) e mentais (75%). 

Além disso, a jornada de trabalho aumentou cerca de 1,5 hora por dia e houve a diminuição da satisfação em relação ao trabalho. Neste contexto, uma pergunta cada vez mais importante para empresas e funcionários é: como manter o equilíbrio entre a saúde mental e o home office?

Boa comunicação

Uma boa comunicação é uma característica essencial de qualquer ambiente de trabalho. Isto se tornou ainda mais importante no home office, já que as pessoas não se encontram mais pessoalmente nos corredores, almoços e outras ocasiões, como ocorria no modelo presencial.

Assim, é preciso definir bem entre os colegas e as lideranças qual é a política de trabalho: até que horas podem trocar mensagens sobre o trabalho e qual é o horário limite para encerrar o expediente.

Além disso, é preciso deixar claro quais serão os sistemas utilizados para realizar o trabalho, como o fluxo deve ser organizado e quais os dias e horários das reuniões de equipe. A insegurança sobre conseguir manter a produtividade e trabalhar à distância é uma das principais preocupações dos funcionários, por isso, as empresas precisam deixar as regras bem claras para evitar desgastes e conflitos entre as pessoas.

Rotina e pausas

É fundamental organizar uma rotina para conciliar as demandas do trabalho com os afazeres domésticos e pessoais. Por isso, antes de começar o expediente, é importante estabelecer quais devem ser as tarefas do dia: faça uma lista e estimule a equipe a fazer isso também. Ao sentir que não está conseguindo realizá-las, procure colegas e lideranças para verificar o que pode ser feito.

Também é fundamental realizar pequenas pausas ao longo do expediente – nos moldes do que acontecia no escritório. Sabe aquela pausa rápida de 10 minutos para tomar um café ou ir ao banheiro? Isso o ajudará a recuperar a concentração e relaxar – o que é importante para manter a criatividade. Alguns exercícios de ginástica laboral e alongamentos podem ser importantes para reduzir dores nas regiões do pescoço, das costas e dos joelhos.

Alimentação saudável

A ciência já deixou bem clara a importância de uma dieta balanceada para manter a saúde física e mental. Isto tem impactos diretos no desempenho profissional. Por isso, fique atento para manter a atenção sobre a alimentação e tenha horários definidos para se alimentar, priorizando alimentos frescos e diversificados. Também é importante manter o corpo bem hidratado, por isso não se esqueça de sempre deixar uma garrafa de água ao lado do computador.

Momentos de descontração

É importante aproveitar a convivência com a família e realizar atividades prazerosas com familiares e com amigos, como ver um filme, escutar música e conversar. Não deixar também de construir vínculos com os colegas de trabalho, realizando atividades lúdicas para além do expediente – um happy hour virtual pode ajudar bastante nisso!

Se fizer estas dicas e ainda assim sentir dificuldade para manter o foco no trabalho e entregar bons resultados, será preciso buscar ajuda profissional para verificar se há algum problema mais delicado. Se este é o seu caso, agende uma consulta conosco. Lembre-se sempre de dar a devida atenção à sua saúde mental!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

#main-content .dfd-content-wrap {margin: 0px;} #main-content .dfd-content-wrap > article {padding: 0px;}@media only screen and (min-width: 1101px) {#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars {padding: 0 0px;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars > #main-content > .dfd-content-wrap:first-child,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars > #main-content > .dfd-content-wrap:first-child {border-top: 0px solid transparent; border-bottom: 0px solid transparent;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width #right-sidebar,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width #right-sidebar {padding-top: 0px;padding-bottom: 0px;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars .sort-panel,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars .sort-panel {margin-left: -0px;margin-right: -0px;}}#layout .dfd-content-wrap.layout-side-image,#layout > .row.full-width .dfd-content-wrap.layout-side-image {margin-left: 0;margin-right: 0;} Agendar consulta