O que é ansiedade generalizada?

A ansiedade generalizada, corretamente chamada de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), é um estado constante de preocupação ou expectativa excessiva sem que hajam motivos reais para tal. Com isso, a vida do indivíduo em todos os seus setores tende a ser prejudicada.

Esse transtorno, no entanto, não surge do dia para a noite e pode agravar-se ao longo do tempo, de acordo com o ambiente e a capacidade emocional da pessoa de lidar com situações cotidianas.

Para explorar mais a fundo este tema, precisamos entender a diferença de ansiedade e TAG, como ela se manifesta e o que deve ser feito para combatê-la. 

Qual a diferença de ansiedade e ansiedade generalizada?

A ansiedade é uma reação do corpo humano e que serve para nos proteger, deixando-nos em estado de alerta para que tomemos ações rápidas para literalmente salvar a nossa vida. Na vida moderna, essa reação surge quando estamos vulneráveis, seja em situações no trabalho, relações sociais ou compromissos. 

 

Também é importante salientar que a ansiedade tem o poder de nos mover além quando sob controle, pois ela ajuda a impulsionar nossas ações em prol de um objetivo de forma otimizada.

Em pessoas sem o Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), é normal que haja um pouco de apreensão e que apareçam as reações naturais do corpo, como coração acelerado, respiração em ritmo mais intenso e sensação de alerta constante (hipervigilância).

No entanto, em pessoas com o Transtorno de Ansiedade Generalizada, o medo e a preocupação estão constantemente presentes no dia a dia do indivíduo, corroborados por um estado de alerta. Logo, o que serviria para impulsionar na realização de tarefas com maior rapidez e intensidade, acaba paralisando o indivíduo, deixando-o com uma sensação de impotência.

Logo, a ansiedade generalizada é muito conhecida como um estado mental de tensão extrema que paralisa o indivíduo. É comum ouvir de pessoas com TAG que estão cheias de coisas para fazer, mas sentem-se paralisadas e não conseguem dar prosseguimento em suas atividades.

Quais os principais sintomas da ansiedade generalizada?

Além do estado de alerta constante, preocupação excessiva e sentimento de tragédia iminente que podem assombrar uma pessoa com TAG, também é comum que hajam os seguintes sintomas, que reunimos e explicamos de forma lúdica:

  • Dificuldade para parar de se preocupar: o foco da atenção não consegue sair do problema que é irreal ou muito menor do que o visualizado. 
  • Reações exageradas: as reações costumam ser sempre à flor da pele, com isso, o indivíduo fica irritadiço, reagindo muitas vezes de forma desproporcional. 
  • Cansaço físico e mental extremo: como a mente nunca descansa e está sempre preocupada, não há espaço para relaxamento, influindo diretamente nesse aspecto. 
  • Problemas de sono: dificuldades para dormir, falta de sono profundo ou sensação de acordar cansado são constantes.

Saiba mais em: Ansiedade: tudo sobre o novo mal do século

Esses sintomas podem vir acompanhados de reações físicas como tensão muscular, dor de cabeça, sudorese, problemas de concentração e memória, inquietação e até mesmo assustar-se facilmente. 

Qualquer indivíduo pode passar por períodos em que apresente esses sintomas, mas para ser considerada ansiedade generalizada, eles devem persistir por, pelo menos, 4 ou 6 meses.

O diagnóstico e o tratamento da ansiedade generalizada

O diagnóstico da ansiedade generalizada é clínico, feito pelo psiquiatra, que observará pontos pertinentes de acordo com o seu histórico. No caso de diagnóstico afirmativo, ele conduzirá o melhor tratamento de acordo com o grau do transtorno.

Geralmente, o Transtorno de Ansiedade Generalizada é tratado com a combinação de medicamentos e psicoterapia. Os medicamentos ajudarão o paciente a sair do estado de inércia para ir retomando as suas atividades normais. 

Em concomitância, a psicoterapia, na maioria dos casos a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), auxiliará na observação e mudança de pensamentos e comportamentos, a fim de que os gatilhos de ansiedade sejam substituídos e o indivíduo tenha controle sobre eles.

O objetivo do tratamento é fazer com o que o indivíduo consiga restabelecer o seu próprio controle, não ficando dependente de medicamentos por muito tempo, apenas para o tempo necessário para conseguir enfrentar as situações de modo autônomo.

Atitudes que ajudam no controle da ansiedade generalizada

Além do tratamento orientado por um psiquiatra e um psicoteraêuta, existem algumas atitudes que podem ser bastante eficazes na ajuda ao controle da ansiedade, veja:

  • Atividades físicas, por exemplo, são altamente eficazes no controle da ansiedade, pois ajudam na dissipação de energia física. 
  • Exercícios de mindfulness (atenção plena) também podem ser bem úteis, trazendo o indivíduo para o agora. 
  • Fazer listas dos afazeres do dia podem dar a você um real panorama das suas atividades, reduzindo o estresse.
  • Fazer uma coisa de cada vez, evitando ficar sobrecarregado em modo multitarefas.
  • Investir na higiene do sono para ter melhores noites de descanso e conseguir relaxar a mente.
  • Procurar ajuda sempre que achar que não vai dar conta de algo ou de si mesmo.

Como você está se sentindo nos últimos 6 meses?

Faça essa leitura retrospectiva e veja se a ansiedade vem tomando a maior parte do seu tempo. O Transtorno de Ansiedade Generalizada é coisa séria, mas tem tratamento. Quando perceber que esses sintomas estão prejudicando o seu dia a dia e o colocando em uma situação de estresse e preocupação constante, é hora de procurar ajuda, não deixe para depois.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

#main-content .dfd-content-wrap {margin: 0px;} #main-content .dfd-content-wrap > article {padding: 0px;}@media only screen and (min-width: 1101px) {#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars {padding: 0 0px;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars > #main-content > .dfd-content-wrap:first-child,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars > #main-content > .dfd-content-wrap:first-child {border-top: 0px solid transparent; border-bottom: 0px solid transparent;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width #right-sidebar,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width #right-sidebar {padding-top: 0px;padding-bottom: 0px;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars .sort-panel,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars .sort-panel {margin-left: -0px;margin-right: -0px;}}#layout .dfd-content-wrap.layout-side-image,#layout > .row.full-width .dfd-content-wrap.layout-side-image {margin-left: 0;margin-right: 0;} Agendar consulta