Todo mundo vai experimentar a ansiedade, afinal, ela é um sentimento comum do ser humano, que serve principalmente para nos manter alerta dos perigos, nos ajudar a tomar cuidado. Porém, quando a ansiedade ultrapassa os limites considerados saudáveis, ela se torna um problema chamado Transtorno de Ansiedade.

Esse transtorno sempre existiu, mas com o mundo moderno, a informação correndo de forma muito mais rápida, as cobranças e competições do mercado de trabalho e de toda a sociedade, a ansiedade parece ser um problema ainda mais presente entre os brasileiros. Estima-se que somente na cidade de São Paulo, 19,9% da população já teve algum quadro clínico de ansiedade.

Muitas pessoas sofrem com esse transtorno e nem ao menos sabem, mas o transtorno de ansiedade costuma manifestar sinais que podem ser identificados. Continue lendo e confira quais são esses sinais!

Preocupação em excesso

Indivíduos ansiosos costumam ser muito preocupados, até mesmo com coisas pequenas e que não demandam tanta energia para resolver. A pessoa ansiosa fica com os pensamentos obsessivos e isso pode acabar prejudicando suas rotinas. Por exemplo, uma jovem ansiosa pode ficar tão preocupada com o futuro profissional que não conseguirá nem trabalhar direito, o que vai piorar mais a situação, ao invés de ajudar. No transtorno de ansiedade esses pensamentos e preocupações são diários, durante muitas semanas, atrapalhando a vida do paciente.


Faça o nosso Quiz Ansiedade agora e descubra se você pode estar mesmo sofrendo com essa síndrome!

Alterações no sono

como reconhecer e tratar o transtorno de ansiedade sono excesso

O transtorno de ansiedade pode gerar alterações significativas no sono do paciente. Há os que desenvolvem insônia, pois ficam tão tenso que não conseguem dormir, como também há casos de pacientes que escolhem dormir o tempo inteiro para fugir dos sentimentos ansiosos. Em ambos os casos, o comportamento anormal do sono pode levar a outros problemas, como depressão ou mesmo problemas físicos de saúde, uma vez que um sono de qualidade é primordial para a saúde de qualquer um.


Leia também: Quando a insônia precisa da ajuda de um profissional

Medo sem razão

Além da preocupação em excesso, o ansioso desenvolve um medo absurdo de tudo e sem motivo racional. Esses medos sem razão de uma coisa específica, como medo de avião ou de aranha, pode se tornar uma fobia. É muito comum que pessoas com transtorno de ansiedade tenham algumas fobias, já que a ansiedade aumenta o real perigo das situações.

Tensão muscular

A ansiedade costuma causar uma tensão muscular constante, onde o paciente pode pressionar a mandíbula, tensionar os punhos e ficar com o corpo inteiro tenso o tempo inteiro sem ao menos perceber. A longo prazo, esse comportamento pode trazer grandes prejuízos, como desgastar os dentes e as articulações, gerar dores na coluna e na cabeça, por exemplo.

Vergonha em excesso

como reconhecer e tratar o transtorno de ansiedade medo

O transtorno de ansiedade pode causar também a ansiedade social, onde o indivíduo desenvolve dificuldade para falar em público, se comunicar com pessoas na rua, comer ou beber próximo a outras pessoas ou outras situações que na mente ansiosa, soam como constrangedoras. O paciente pode sentir como se todos os olhares estivessem voltados para ele, o julgando. Essa sensação causa uma forte angústia, que leva o paciente a ter sintomas como sudorese, taquicardia, tremores e falta de ar, além do isolamento social.


Leia também: Quando a timidez torna-se fobia social

Crises de pânico

Pessoas ansiosas podem também desenvolver a síndrome do pânico, que causa crises onde a pessoa tem a sensação de morte iminente. O pavor toma conta do paciente sem motivo aparente, ou por conta de algum gatilho e a crise dura de 10 a 30 minutos, com sintomas como dor no peito, falta de ar, sensação de desmaio e de morte.

A crise de pânico pode ser a sensação mais assustadora da ansiedade, mas é importante saber que ela não pode levar a morte real, é apenas um sentimento passageiro. Além disso, são poucos os ansiosos que vão realmente passar por crises de pânico.

Perfeccionismo

A preocupação em excesso pode levar os ansiosos a serem pessoas extremamente perfeccionistas, afinal, quanto mais perfeito tudo estiver, mais difícil de algo dar de errado. O perfeccionismo exagerado pode levar a outro problema – o Transtorno Obsessivo Compulsivo, também conhecido como TOC.

Procure ajuda!

É importante lembrar que nem todo mundo que tem o transtorno de ansiedade sente todos os sintomas de uma vez, afinal, cada caso é bem particular. Mas se você tem se sentido tenso em excesso, preocupado, com alterações no sono, medo de se relacionar com as pessoas ou de se expressar e ser julgado, é bom procurar a ajuda de um profissional para garantir que o quadro não piore.

Você não está sozinho(a)! Conte com a Psiquiatria Paulista para tratar o seu caso de ansiedade e ter uma qualidade de vida melhor. Agende agora a sua consulta!


WhatsApp chat