Entendendo o TDAH: sintomas, causas e tratamentos

conheça os sintomas causas e tratamentos do TDAH

Os sintomas do TDAH, ou Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, podem ter um impacto significativo na vida diária e no desempenho escolar ou profissional das pessoas afetadas. Embora seja frequentemente associado a crianças em idade escolar, o TDAH pode persistir na adolescência e na idade adulta, afetando várias áreas da vida de uma pessoa. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a prevalência global do TDAH está em torno de 5% e 8% da população. Isso se traduz em milhões de crianças, adolescentes e adultos lidando com os desafios do transtorno. 

As estatísticas demonstram que o TDAH é mais comum em meninos do que em meninas, embora a condição possa se manifestar de maneiras diferentes em ambos os sexos.

Sintomas do TDAH

O TDAH é conhecido por apresentar uma ampla variedade de sintomas que podem se manifestar de maneiras únicas em cada pessoa. Isso torna essa cada condição única e complexa. Entre os sintomas comuns, destacam-se as seguintes características:

Sintomas do TDAH: desatenção

  1. Dificuldade de concentração: pessoas com TDAH frequentemente têm dificuldade em manter o foco em tarefas ou atividades, mesmo aquelas que sejam importantes para elas.
  2. Desorganização: A desorganização é comum, tanto em termos de espaço físico quanto em planejamento e gerenciamento de tarefas. Além disso, a desorganização pode levar a dificuldades em encontrar objetos, cumprir prazos e manter um ambiente de trabalho ou vida ordenado.
  3. Esquecimento: esquecer compromissos, datas importantes e até mesmo tarefas diárias é um sintoma característico que pode levar a problemas no trabalho, escola e vida pessoal.
  4. Dificuldade em concluir tarefas: pessoas com TDAH podem iniciar várias tarefas, mas têm dificuldade em concluí-las, deixando frequentemente projetos incompletos em seu caminho.
  5. Dificuldade em seguir instruções: seguir instruções detalhadas pode ser um desafio, levando a erros frequentes e frustrações no trabalho e nos relacionamentos.

Sintomas do TDAH: hiperatividade e impulsividade

  1. Inquietude: pessoas com TDAH podem sentir uma inquietação constante, como se estivessem sempre “ligadas”.
  2. Problemas de relacionamento: a impulsividade e a dificuldade em controlar emoções podem levar a conflitos interpessoais. Pessoas com TDAH podem ser vistas como insensíveis, impacientes ou inconstantes em relacionamentos.
  3. Fala excessiva: falar demais e interromper os outros durante as conversas são comportamentos típicos que podem criar dificuldades nas interações sociais.
  4. Impulsividade: agir sem pensar nas consequências é uma característica marcante. Isso pode levar a decisões impulsivas e comportamentos arriscados, afetando ainda mais os relacionamentos.
  5. Dificuldade em esperar: ter dificuldade em esperar a sua vez em filas ou em situações sociais é comum, o que pode ser mal interpretado como falta de educação.

Por fim, reconhecer e compreender os sintomas do TDAH é uma etapa vital na busca por apoio e tratamento adequados. Para aqueles que vivenciam esses sintomas, é fundamental buscar orientação profissional para obter um diagnóstico preciso e desenvolver estratégias eficazes para o gerenciamento do TDAH.

Causas do TDAH

As causas específicas do TDAH ainda não são completamente compreendidas, mas há uma combinação de fatores genéticos, neurológicos e ambientais que desempenham um papel importante no desenvolvimento do transtorno.

Genética e fatores hereditários

A genética desempenha um papel significativo no TDAH. Estudos indicam que crianças com parentes de primeiro grau, como pais ou irmãos, que possuem o transtorno, têm maior probabilidade de desenvolver a condição. 

Vários genes estão associados ao TDAH, mas nenhum é suficiente para causar a doença por si só. A interação entre múltiplos genes e fatores ambientais é fundamental.

Neurotransmissores e função cerebral

Os neurotransmissores são substâncias químicas que transmitem sinais no cérebro. No TDAH, há desequilíbrios nos neurotransmissores, em particular a dopamina e a noradrenalina. Esses desequilíbrios afetam a regulação da atenção, do foco e do controle de impulsos.

Fatores Ambientais

Exposições ambientais, como o tabagismo durante a gravidez, o consumo de álcool e drogas, bem como a exposição a toxinas ambientais, podem aumentar o risco de desenvolvimento do TDAH em crianças. Também acredita-se que o baixo peso ao nascer e complicações durante o parto possam influenciar no desenvolvimento do transtorno.

Desafios educacionais e profissionais do TDAH

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma condição neuropsiquiátrica que, como mencionado, tem implicações notáveis tanto na educação quanto na vida profissional. 

Assim, os sintomas do TDAH desafiam a capacidade de concentração e organização, o que pode criar obstáculos significativos para o sucesso em ambas as áreas.

Sintomas do TDAH no processo de aprendizagem

Crianças com TDAH muitas vezes enfrentam dificuldades acadêmicas devido à dificuldade de concentração, um dos principais sintomas do TDAH. Essa dificuldade torna mais desafiador acompanhar as aulas, assimilar informações e completar tarefas de casa.

A inquietação associada à hiperatividade também pode tornar difícil o simples ato de permanecer sentado ou se envolver nas atividades escolares por longos períodos.

Além disso, a desorganização, que faz parte dos sintomas do TDAH, pode resultar em problemas na gestão de tarefas escolares e prazos de entrega. Isso pode levar a notas abaixo do potencial e à frustração tanto para o aluno quanto para os pais e educadores.

Sintomas do TDAH na vida profissional: desafios na produtividade e na gestão de prazos

Na vida adulta, os sintomas do TDAH podem continuar a apresentar desafios significativos. A dificuldade de concentração, por exemplo, pode afetar a produtividade no trabalho, especialmente em tarefas que exigem foco constante.

A impulsividade, outro sintoma do TDAH, pode resultar em decisões precipitadas no ambiente de trabalho. Isso pode ter implicações negativas em projetos e relacionamentos profissionais.

Além disso, a desorganização também desempenha um papel importante nesse contexto. Isso cria dificuldades no gerenciamento de prazos e na organização de tarefas no ambiente de trabalho, afetando assim a progressão na carreira e causando estresse adicional.

Leia também: 5 Dicas para lidar com adultos com TDAH 

Habilidades excepcionais de indivíduos com TDAH

Apesar desses desafios, é fundamental reconhecer que muitas pessoas com TDAH também possuem habilidades notáveis. A criatividade e o pensamento inovador são frequentemente destacados, pois esses indivíduos podem abordar problemas de maneira única e encontrar soluções criativas. Essas habilidades podem ser uma vantagem em áreas que valorizam a originalidade, como artes, empreendedorismo e pesquisa.

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico preciso do TDAH é fundamental para o tratamento adequado. Embora a causa exata do TDAH não seja totalmente compreendida, uma abordagem multidisciplinar que envolve terapia comportamental e, em alguns casos, medicamentos, pode ajudar a gerenciar de maneira eficaz a condição.

O tratamento do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) envolve uma abordagem multifacetada para lidar com os sintomas do TDAH. Ou seja, cada indivíduo é único, e as estratégias de tratamento devem ser adaptadas para atender às necessidades específicas. Aqui estão algumas das abordagens de tratamento comumente usadas:

Terapia comportamental

A terapia comportamental é uma das abordagens mais eficazes no tratamento dos sintomas do TDAH. Portanto, os profissionais frequentemente usam a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) para ajudar as pessoas com TDAH a desenvolver habilidades de gerenciamento de sintomas.

Isso pode incluir estratégias para melhorar a concentração, reduzir a impulsividade e aprimorar a organização. A TCC também pode ajudar a lidar com os sentimentos de frustração e baixa autoestima que às vezes acompanham o TDAH.

Medicamentos

Em alguns casos, os medicamentos podem ser uma parte crucial do tratamento do TDAH. Os medicamentos mais comuns usados para tratar os sintomas do TDAH são os estimulantes, como o metilfenidato e a lisdexanfetamina. 

Esses medicamentos podem ajudar a aumentar a atenção e reduzir a hiperatividade e a impulsividade. No entanto, a prescrição de medicamentos deve ser feita por um médico qualificado e deve ser monitorada cuidadosamente.

Buscar ajuda é essencial

Por fim, o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é uma condição complexa e multifacetada, que pode afetar todos os aspectos da vida de uma pessoa. A compreensão profunda dos sintomas é fundamental para a identificação precoce e o tratamento eficaz. 

Com abordagens terapêuticas adequadas e suporte adequado, aqueles que vivem com TDAH podem alcançar seu potencial máximo e encontrar maneiras de lidar com os desafios que a condição apresenta. 

Se você ou alguém que você conhece está lidando com o TDAH e busca apoio, entre em contato conosco para agendar uma avaliação. Para agendar uma consulta ou obter mais informações sobre o grupo, entre em contato via WhatsApp ou através do telefone (11) 3262-3468.

#main-content .dfd-content-wrap {margin: 0px;} #main-content .dfd-content-wrap > article {padding: 0px;}@media only screen and (min-width: 1101px) {#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars {padding: 0 0px;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars > #main-content > .dfd-content-wrap:first-child,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars > #main-content > .dfd-content-wrap:first-child {border-top: 0px solid transparent; border-bottom: 0px solid transparent;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width #right-sidebar,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width #right-sidebar {padding-top: 0px;padding-bottom: 0px;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars .sort-panel,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars .sort-panel {margin-left: -0px;margin-right: -0px;}}#layout .dfd-content-wrap.layout-side-image,#layout > .row.full-width .dfd-content-wrap.layout-side-image {margin-left: 0;margin-right: 0;} Agendar consulta